Paisagens Naturais

Serra da Tiririca
Serra divisor de águas da bacia do sistema lagunar de Piratininga e Itaipu, é o limite natural entre os municípios de Niterói, São Gonçalo e Maricá, apresentando uma cobertura florestal de Mata Atlântica em boas condições. É uma área de preservação permanente. Nas baixadas, onde as florestas continham madeiras valiosas como o vinhático e o pau-brasil, Ainda podem ser encontradas nas matas dos morros da região, plantas importantes da flora de Mata Atlântica.

Duna Grande de Itaipu
São 100.000 m² de área com 30m de altura, totalmente coberto de areia, sendo identificado como jazida arqueológica pela presença de restos ósseos, lascas de quartzo e instrumento de povos antigos.

Ilha da Boa Viagem
De relevo bastante erodido, com pequenas grutas e coberta de vegetação, tem excelente localização em relação à entrada da Baía de Guanabara. É um ponto de onde se avistam todas as embarcações que chegam ou saem da baía. O seu sítio é um dos principais monumentos da história de Niterói, por suas edificações e caminhos escavados na pedra. Na ilha, o sacro e o profano, a religião e a guerra, sempre conviveram. Como conviveram em todo processo de expansão marítima e colonização – a Igreja, o Fortim, e a Escola de Aprendizes Marinheiros (1840 a 1846). Até mesmo um lazareto, local para abrigo de tripulações em quarentena, cogitou-se construir no local.

Pedra de Itapuca
Um monumento de formação rochosa que se localiza entre as praias de Icaraí e das Flexas, respectivamente praias dos bairros de Icaraí e Ingá. Significa em tupi-guarani “pedra furada”, denominação dada devido à antiga formação que tal monumento possuía antes de ser implodido, tendo agora uma formação diferenciada daquela que deu origem ao seu nome.

Pedra do Índio
Um monumento natural de formação rochosa que se localiza na Praia de Icaraí, do município de Niterói, estado do Rio de Janeiro. A pedra é um ponto ótimo para pescadores locais e apreciadores da Praia e do resto da Baía de Guanabara.

Pontos Turísticos

Bairro de Icaraí
Principal bairro de Niterói, Icaraí, possui belo urbanismo e contém as pedras de Itapuca e do Índio, pontos para pescadores locais e apreciadores da Praia de Icaraí e do resto da Baía de Guanabara. Ostenta o título de ser um dos mais belos, cosmopolitano e pujantes bairros da cidade. A famosa Orla possui um extenso calçadão que vai da ponta esquerda da estrada da Boa Viagem, passando pela Praia das Flechas, entrando no Bairro do Ingá, ponta direita, onde encontra-se o MAC. Suas ruas paralelas a avenida da praia possuem um comércio variado e intenso, a mais famosa, Rua Moreira Cesar, é bastante frequentada por suas lojas de moda, galerias e shoppings.

Enseada de Jurujuba
Possui 300m de extensão, margeada por estreita calçada. Jurujuba é uma colônia de pescadores, que é cenário da Festa de São Pedro dos Pescadores, realizada anualmente em 29 de Junho. Além da Igreja de São Pedro dos Pescadores, na orla há vários restaurantes típicos de frutos do mar.

Bairro da Cantareira
O Bairro da Cantareira possui as Ruínas do antigo estaleiro da companhia Cantareira e estação das barcas Cantareira. A Estação com a recente restauração e modernização foi planejada para ser um centro cultural feito para shows, gastronomia, centros de compras e produção cultural. No entanto, hoje ela é da boate Happy News.

O Bairro hoje é tipicamente povoado por estudantes, por causa de sua localizaçãode fácil acesso ao Rio, pelas Barcas e mediações das faculdades da UFF. De noite, a praça central se transforma num reduto jovem, com barraquinhas de bebidas, comidas, música ao vivo pelos bares e pessoas aglomeradas pelas ruas.

Região Oceânica
A Região Oceânica é o grande ponto de belezas naturais, pois conta com as melhores praias – Praia de Fora e Praia do Imbuí, com seus valores históricos; Praia de Piratininga, Praia de Camboinhas, Praia de Itaipu e Praia de Itacoatiara, as mais famosas e visitadas, Praia do Sossego, Praia Adão e Eva e Prainha, locais calmos e paradisíacos; além, da Lagoa de Piratininga e a Lagoa de Itaipu.

Hoje a região cresceu muito e além das praias, os Bairros de Itaipú, Camboinhas, e Piratininga possuem grandes e fortes comércios, shopping centers e galerias, além de uma agitada vida noturna de bares, boates e restaurantes.

Caminho Niemeyer

O Caminho Niemeyer é um conjunto de edifícios culturais municipais de grande valor arquitetônico, todos projetados por Oscar Niemeyer, nos bairros litorâneos na cidade de Niterói, hoje estendendo-se por 3,5km junto à orla da cidade indo do centro à zona sul, desde o terreno do Aterro da Praia Grande no Centro até o bairro da Boa Viagem.

O objetivo inicial das obras era revitalizar o centro da cidade de Niterói até o Museu de Arte Contemporânea de Niterói. Foi quando o Museu de Arte Contemporânea de Niterói havia sido concluído quando o prefeito, em exercício na época, convidou o arquiteto Oscar Niemeyer para o projeto. Inicialmente o terreno de 72.000 m² à beira mar, no Aterro da Praia Grande, iria abrigar um complexo arquitetônico voltado para a cultura e distribuir as várias construções projetadas por Niemeyer ao longo da orla, desde o terreno no Centro até o bairro de Charitas, passando pelo bairro da Boa Viagem, onde o MAC se juntaria ao conjunto, formando um caminho ao longo da orla – o Caminho Niemeyer.

O projeto passou por diversas modificações, tanto com relação a sua própria localização, quanto a definição dos prédios a serem construídos e seus projetos arquitetônicos. Além de que os custos seriam muito elevados para os padrões de novos empreendimentos da Prefeitura.

Assim, buscando parcerias com a iniciativa privada e com o governo federal para a realização da obra, o Grupo Executivo do Caminho Niemeyer, implantado em julho de 2001, passou a viabilizar o início da construção de todos os prédios do Caminho Niemeyer – inclusive outros que vieram a se integrar ao projeto fora do terreno do conjunto arquitetônico.

O Caminho Niemeyer inclui atualmente dez projetos, sendo que seis já foram concluídos, um em construção e três ainda em fase de projeto:

Fundação Oscar Niemeyer
A sede da Fundação Oscar Niemeyer é sexta obra do arquiteto a ser inaugurada no Caminho Niemeyer. A primeira foi o Museu de Arte Contemporânea (MAC) e depois vieram a Praça JK, o Memorial Roberto Silveira, o Teatro Popular e o Terminal das Barcas de Charitas. A nova sede da Fundação Oscar Niemeyer terá uma área de cerca de quatro mil metros quadrados, constituindo um espaço cultural que atrairá visitantes e estudiosos de todo o mundo. No local serão instaladas a sua administração, o Centro de Pesquisa e Documentação e a Escola Oscar Niemeyer de Arquitetura e Humanidades.

Museu de Arte Contemporânea de Niterói – MAC
Tornou-se o principal cartão-postal de Niterói. Destina-se principalmente a obras pertencentes à arte contemporânea, todas datadas ao decorrer do século XX. O museu possui um acervo de 1.217 obras da Coleção João Sattamini e mais de 300 da Coleção MAC Niterói.

Praça JK
A praça foi construída em cima da primeira garagem subterrânea de Niterói como homenagem ao presidente Juscelino Kubitschek, através de seu nome e de uma escultura de Oscar Niemeyer e JK sentados num dos bancos da praça e uma marquise projetada por Niemeyer.

Memorial Roberto Silveira ou Centro de Memória Roberto Silveira
O prédio abriga importante acervo histórico e iconográfico de Niterói, começando com mais de 200 mil títulos digitalizados contendo dados da cidade de Niterói, do Estado do Rio de Janeiro e da vida do ex-governador Roberto Silveira, ainda contém terminais de computadores para consultas eletrônicas, espaço para exposições, central de informação e impressão de dados pesquisados, auditório e painel do artista plástico Cláudio Valério Teixeira, retratando a história de Roberto Silveira.

Teatro Popular de Niterói
O interior do teatro comporta 380 lugares. Entretanto o palco apresenta parte posterior reversível, que se abre para uma ampla praça podendo abrigar espetáculos ao ar livre, ampliando a capacidade máxima para 20.000 lugares em um espaço de 17 mil metros quadrados. Seu traçado sinuoso é característico de seu criador, e seus painéis retratam três desenhos alegóricos de mulheres. Tem mil metros quadrados de área interna, e ainda vai ganhar um palco externo fixo, além de reforma na estrutura interna.

Estação Hidroviária de Charitas – Terminal das Barcas de Charitas
O Terminal hidroviário de Charitas levou a assinatura do arquiteto Oscar Niemeyer e se tornou uma atração turística da cidade de Niterói. Com dois mil metros quadrados e 700 metros quadrados de vidro para compor o salão panorâmico de embarque de passageiros. O espaço abriga lojas de conveniência, o restaurante Olimpo, e uma vista invejável da enseada e da Baía de Guanabara. Um dos destaques de Charitas é o recuo da estação em relação à linha d’água e a construção de um píer sobre estacas.

Museu Petrobras de Cinema
Prédio do Museu do Cinema, com formato sugestivo de rolo de filme, com um museu, seis salas de projeção e ainda servirá de sede para a Academia Brasileira de Cinema.

Alguns projetos já foram iniciados e outros ainda precisam ser aprovados e construídos, são eles:

  • Torre Panorâmicam – Torre com 60 metros de altura, que abrigará um restaurante, um bar, além de um mirante com visão panorâmica de 360 graus do Centro de Niterói e Baía de Guanabara.
  • Oscar Niemeyer Monumental
  • Edifício Comercial e Hotel Ibis
  • Terminal Integração Multimodal – Substituiria o Terminal Rodoviário João Goulart, a Estação das Barcas e a futura estação Niterói da linha 3 do Metrô (não iniciado).
  • Centro de Convenções (não iniciado)

Outros prédios também foram cogitados, mas não se sabe se irão ser conluídos, são eles: um oceanário, uma capela flutuante – que constava no projeto original e a transformação da Concha Acústica, próximo à UFF, numa arena multiuso. Outros dois projetos foram abandonados como a Catedral batista e Catedral católica.

Praias e Lagoas

As praias são locais democráticos, elegidas pelos niteroienses, cariocas e muitos turistas de eleição para atividades recreativas relacionadas com banhos de mar e sol, e natação, devido à facilidade e risco relativamente baixo de acesso ao mar, sendo geralmente locais de grande importância turística. Esta utilização pode dar-se tanto ao longo de todo o ano como concentrada numa época balnear específica.

A cidade de Niterói possui as seguintes Praias e Lagoas:

Lagoa de Itaipu
Lagoa de água salgada localizada no distrito de Itaipu que divide as praias e Camboinhas e Itaipú, onde há uma extensão de restaurantes à beira da praia com excelente comida e petiscos.

Lagoa de Piratininga
Lagoa de água salgada localizada no bairro de Piratininga e Cafubá.

Praia de Piratininga
Com aproximadamente 2.700 metros de extensão, é dividida em duas praias, o “praião”, águas claras e ondas fortes e a “prainha”, de águas calmas, que se destaca pela famosa Pedra da Baleia, que oferece um trampolim natural aos freqüentadores. Conta com quiosques no calçadão ao longo de sua extensão.

Praia do Sossego
Entre as praias de Camboinhas e Piratininga, a praia do Sossego faz jus ao nome. Não conta com nenhuma infra-estrutura turística, é pequena, tem uma mata fechada e de difícil acesso, com trilha íngreme através de uma escadaria improvisada.

Praia de Camboinhas
Com 2.600 metros de extensão, fica num bairro residencial nobre com ótima infra-estrutura turística. Conta com um hotel e diversas pousadas, flats e apart-hotéis, além de quiosques à beira-mar. Suas águas são claras e geralmente calmas.

Prainha
Pequena praia no canto direito da praia de Itacoatiara, separada desta pela pedra do Pampo. Ideal para famílias com crianças por conta de suas águas calmas e rasas.

Praia de Itacoatiara
Com cerca de 700 metros de extensão, é a mais frequentada pelos jovens e por amantes do surfe. Tem dois cantos que a distinguem, o Costão (canto esquerdo) e o Pampo (lado esquerdo). Situada em um bairro residencial, a praia é toda envolta de preservada vegetação de restinga e abriga dois morros que oferecem trilhas para o topo, o Mourão e o Costão. Em breve receberá uma pousada e conta com poucos quiosques.

Praia de Itaipu
Com aproximadamente 1.000 metros de extensão, é uma colônia de pescadores. Tem várias vendas de peixes frescos, além de alguns restaurantes bem simples com culinária a base de frutos do mar. Com águas calmas, ideais para a prática de esportes náuticos, a praia abriga ainda o Museu Arqueológico nas ruínas do Convento de Santa Teresa.
Local: No final da Av. Francisco da Cruz Nunes.

Praia de Adão e Eva
Ainda no bairro de Jurujuba, são duas praias gêmeas e pequenas, a primeira com 250 metros de extensão e a segunda com 150 metros. Suas águas são bem agitadas, suas areias são praticamente desertas e não possui infra-estrutura turística. Fica na estrada sinuosa que leva à Fortaleza de Santa Cruz.

Praia de Jurujuba
Bairro de pescadores, abriga alguns restaurantes de frutos do mar e dois clubes, o Naval e o Iate Clube Jurujuba.

Praia de Charitas
De águas escuras e calmas, oferece ótima infra-estrutura de bares, quiosques, restaurantes, vida noturna e um solar. É local de pouso para os praticantes de vôo livre que saltam do Parque da Cidade.

Praia de Icaraí
Com 1.200 metros de extensão, é palco dos maiores eventos da cidade. Possui um calçadão muito utilizado para caminhadas, uma ciclovia junto à areia, diversos pontos de esportes, como vôlei, peteca e futebol e quiosques com água de coco gelada. Oferece bela vista do Rio de Janeiro, em especial do Pão de Açúcar e do Corcovado. Suas águas são calmas e encontram-se impróprias para o banho.

Praia das Flechas
Abriga a Pedra do Índio e a Pedra de Itapuca, que fazem parte da história da cidade. Em época de ressaca do mar oferece boas ondas, ideais para o surfe.

Praia da Boa Viagem
Com apenas 450 metros de extensão, abriga o Museu de Arte Contemporânea, a Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem, do século XVIII e as ruínas de um forte.

Morros e Mirantes

MIRANTE DE NOSSA SENHORA AUXILIADORA
Situado a 100 metros acima do nível do mar. Dele avistam-se aos bairros de Santa Rosa, Vital Brasil e Icaraí. O acesso é feito por escadas no pátio do colégio Salesiano ou pela rua Alarico de Souza.
Rua Alarico de Souza(Morro do Atalaia) – Santa Rosa
Visitação: com hora marcada
Tel:2610-1515 ramal-214

PEDRA ITAPUCA
Localizada entre os bairros do Ingá e Icaraí, Itapuca é uma pedra que invade a Praia das Flexas separando-a da praia de Icaraí, de onde se tem uma das vistas mais bonitas de Niterói:

PEDRA DO ÍNDIO
A pedra é um ponto ótimo para pescadores locais e apreciadores da Praia de Icaraí e do resto da Baía de Guanabara. O Pôr do Sol visto da Pedra do Índio é de extrema beleza, provada pelo represantante da ONU que fez visita em Niterói no ano de 2007, para conhecer projetos e visualizar o chamado “fenômeno Cidade Sorriso”, como chamado o rápido crescimento de Niterói, até alcançar o ápice de cidade com terceiro melhor IDH do Brasil.

ALTO MOURÃO
Com mais de 400 metros de altitude, oferece uma vista deslumbrante das lagoas e praias da região oceânica, bem como a Ponta de Saquarema até a Ponta de Guaratiba. Nos dias claros pode-se avistar os contornos da Ilha de Cabo Frio, parte da Baía de Guanabara e Região Serrana. Pertence ao Parque Estadual da Serra da Tiririca e abriga uma grande variedade de flora, como orquídeas, bromélias e jequitibás. Tem formato de elefante e entalhada na própria pedra, a figura de uma tartaruga. Realizada em cerca de duas horas.
Local: Praia de Itacoatiara, com acesso por lá ou por Itaipuaçu.

BANANAL
Espremido entre o Alto Mourão e o Costão de Itacoatiara, o Bananal abriga diversas espécies da fauna e da flora. É comum ver tartarugas marinhas nadando por entre as pedras. Oferece cavernas e piscinas naturais.

COSTÃO
Com aproximadamente 250 metros de altura, fica dentro do Parque Estadual da Serra da Tiririca e abriga vegetação de Mata Atlântica cheia de bromélias e orquídeas. É realizada em cerca de uma hora e começa por trilha pela mata e depois subida íngreme pela pedra. Oferece uma vista maravilhosa da praia de Itacoatiara e de Itaipuaçu e tem um dos mais belos pores do sol da cidade. Utilizada para o surfe de pedra, esporte criado na cidade.
Local: Praia de Itacoatiara.

MORRO DAS ANDORINHAS
Localizado entre as praias de Itacoatiara e Itaipuaçu, é Área de Preservação permanente e parcialmente tombada como patrimônio historio pelo IPHAN. Sua trilha começa nos arredores da Igreja de São Sebastião de Itaipu e oferece vários mirantes.

Teatros e Auditórios

A cidade de Niterói possui os seguintes Teatros:

TEATRO ABEL
Rua Dr. Mário Alves, 2 – Icaraí
Tel.: 2621-9500/2621-9544 FAX 2622-1799

TEATRO DO ESPAÇO DCE/UFF
Av. Visconde do Rio Branco, 625 – Centro
Tel.: 2629-9980

TEATRO DO SESC – Serviço Social do Comércio
Rua Padre Anchieta, 56 – Centro
Tel.: 2719-9119

TEATRO GAY LUSSAC
Rua Coronel João Brandão, 87 – São Francisco
Tel.: 2612-4000

TEATRO DA UFF
Rua Miguel de Frias, 09 – Icaraí
Tel.: 2629-5020/2629-5006

TEATRO EDUARDO KRAICHETE
(Associação Médica Fluminense)
Av. Robert Siveira,123 – Icaraí
Tel.: 2710-1549

CAFÉ TEATRO PAPEL CREPON
R. Mariz e Barros, 296 – Icaraí
Tel. 2711-4657

TEATRO MUNICIPAL DE NITERÓI – João Caetano
Segundo muitos historiadores, o teatro brasileiro nasceu no então pequeno palco da Rua XV de Novembro, em 1827, quando João Caetano estreou ali sua Companhia Dramática Nacional. Em 1842, ele adquiriu a casa e a transformou no Teatro Santa Teresa. Após a morte de João Caetano, em 1863, o teatro entrou em decadência e quase veio a ruir. Durante décadas passou por sucessivas reformas que acabaram por descaracterizar o projeto original, de inspiração neoclássica.
De 1991 a 1995, o teatro passou por sério trabalho de restauração, sendo reinaugurado em 19 de dezembro de 1995. Com capacidade para 400 pessoas, o Teatro Municipal de Niterói ganhou o que há de mais moderno em equipamentos de segurança e conforto, ao mesmo tempo em que manteve conservados os valores históricos de sua construção. O teatro tem sido palco de sucessivas estréias nacionais e abriga os projetos permanentes da Secretaria de Cultura de Niterói, como o Clássicos do Samba (quinzenalmente, às terças-feiras), Quarta Clássica (toda quarta-feira) e Terça Livre (quinzenalmente, às terças-feiras), a preços populares, com ingressos a R$ 4,00 e R$ 2,00.
Endereço: Rua XV de Novembro, 35 – Centro, Niterói
Telefone: 2620-1624

Teatro Popular
A cidade terá seu Teatro Popular, concebido como dois ambientes em um só espaço. Um ambiente interno, para pequenos e médios espetáculos. E, com uma parede suspensa que abre o palco para uma grande praça, o mesmo teatro se transforma em um outro ambiente para mega espetáculos.

O Teatro Popular de Niterói, também conhecido como Teatro Popular Oscar Niemeyer, em homenagem a seu idealizador, situa-se na cidade de Niterói, Rio de Janeiro e foi inaugurado no dia 5 de abril de 2007. Integrante do Caminho Niemeyer, junto ao Museu de Arte Contemporânea de Niterói, à Estação de Catamarãs de Charitas e à Praça JK compõe o acervo cultural e turístico da cidade.

O interior do teatro comporta 300 lugares. Entretanto o palco apresenta parte posterior reversível, que se abre para uma ampla praça podendo abrigar espetáculos ao ar livre que ampliam sua capacidade máxima para 10.000 lugares em um espaço de 17 mil metros quadrados.

Seu traçado sinuoso é característico de seu criador e seus painéis retratam 3 desenhos alegóricos de mulheres. Tem mil metros quadrados de área interna e o custo de sua construção foi avaliado em 14 milhões de Reais, sendo 9 milhões custeados pela Prefeitura de Niterói e o restante pelo Ministério do Turismo.
Sua inauguração, em 2007, integrou as celebrações em homenagem aos 100 anos de nascimento do arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer.

Praças e Fontes

A cidade de Niterói possui as seguintes Praças e Fontes:

Praça da República
Conjunto arquitetônico, tombado pelo Patrimônio Estadual, todo em estilo eclético, construído no início do século XX, em Niterói. Constituído da praça e prédios do seu entorno: Biblioteca Estadual, Câmara dos Vereadores (antiga Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), Liceu Nilo Peçanha, sede regional da Polícia Civil e Tribunal de Justiça de Niterói.
Local: Centro da cidade

PRAÇA CÉSAR TINOCO
Local: Praça César Tinoco – Ingá.

PRAÇA GETÚLIO VARGAS
Local: Praça Getúlio Vargas – Icaraí.

PRAÇA DO EXPEDICIONÁRIO
Local: Praça do Expedicionário – São Francisco.

PRAÇA DO RINK
Local: Praça do Rink – Centro.

Museus

MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA DE NITERÓI (MAC)
O projeto do Museu de Arte Contemporânea de Niterói é de autoria de Oscar Niemeyer. Construído em cinco anos, sua inauguração ocorreu em 02 de setembro de 1996. Situado no Mirante da Boa Viagem, a obra vem sendo divulgada em revistas de arquitetura do Brasil e do mundo. O museu abriga a Coleção João Sattamini, com mais de 1200 peças, entre pinturas, desenhos, esculturas, objetos e instalações. Em 2000, a revista americana Traveller, da editora Conde Nast, elegeu o MAC-Niterói como uma das sete maravilhas do mundo contemporâneo. Em oito anos de existência, o museu já foi visitado por mais de 2,5 milhões de pessoas, atraídas pela arquitetura de Niemeyer e as exposições de Jorge Guinle Filho, Joaquim Tenreiro, Flavio-Shiró, Abraham Palatnik, Antônio Dias, Katie Van Scherpenberg, Aluísio Carvão, Ione Saldanha, Rubens Gerchman, Carlos Miele, Raimundo Colares, Iole de Freitas, Daniel Senise e Miró.
Endereço: Mirante da Boa Viagem, s/nº – Boa Viagem, Niterói
Visitação: de terça a domingo, das 10h às 19h (a bilheteria fecha 15 minutos antes)
Telefone: 2620-2400

SOLAR DO JAMBEIRO
Construído em 1872 por Bento Joaquim Alves Pereira, rico português residente no Rio de Janeiro, o Solar do Jambeiro é um notável exemplar da arquitetura residencial urbana burguesa do final do século XIX. Em meio à bela chácara arborizada, ergue-se o amplo sobrado, revestido de autênticos azulejos típicos das construções portuguesas, constituindo um dos mais importantes conjuntos de azulejaria do século XIX existentes no Brasil. Em 25 de abril de 1974, o Solar foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN. Em 12 de agosto de 1997, o Solar do Jambeiro foi desapropriado pela Prefeitura de Niterói para resguardar sua integridade física e restaurar seus aspectos históricos e arquitetônicos, motivadores do tombamento federal. Desde a sua reinauguração, em 22 de novembro de 2001, o Solar do Jambeiro tem abrigado exposições, seminários e cursos sobre preservação e restauração de bens culturais. Os belíssimos jardins também estão abertos à visitação.
Endereço: Rua Presidente Domiciano, 195 – Ingá, Niterói
Visitação: de terça a domingo, das 13 às 18 horas
Telefones: 2109-2222 e 2109-2223

CCPCM
Inaugurado em 13 de março de 1975 em homenagem ao diplomata e apaixonado pela arte brasileira, especialmente pela literatura e teatro, Paschoal Carlos Magno. O prédio do centro cultural de autoria do arquiteto Luiz Henrique Bessil Monassa. Localiza-se dentro do Campo de São Bento, em Icaraí. Composto de duas galerias: a Quirino Campofiorito, no andar térreo, e a Hilda Campofiorito no andar superior, um dos mais nobres locais de exposição da cidade. O CCPCM não se limita pintura. Sua varanda, quinzenalmente, palco, aos domingos, do consagrado projeto Música no Campo.Endereço: Rua Lopes Trovão, s/n – Icaraí, Niterói (Campo de São Bento)
Visitação: segunda-feira, das 13 às 17 horas; de terça a sexta-feira, das 10 às 17 horas; sábados, domingos e feriados, das 10 às 15 horas.
Telefone: 2610-5748

SALA CARLOS COUTO
A Sala Carlos Couto foi inaugurada em 06 de agosto de 1993 e desde então consolidou-se como o espaço multimídia mais concorrido da cidade. É ali que acontecem agitadas noites de autógrafos, workshops com músicos internacionais e as mais inusitadas exposições da cidade. Anexa ao Teatro Municipal, a sala abriga a bilheteria informatizada do teatro. Seu nome é em homenagem ao jornalista português Carlos K. Couto, falecido em 24 de maio de 1993.
Endereço: Rua XV de Novembro, 35 – Centro, Niterói
Visitação: de terça a sexta-feira, das 10 às 18 horas, e domingo, das 15 às 18 horas.
Telefones: 2620-1624

SALÃO NOBRE DO TEATRO MUNICIPAL
Localizado no 3º andar do Teatro Municipal, o Salão Nobre oferece uma programação complementar à do Teatro, para platéias pequenas, de no máximo 120 pessoas. Palestras, recitais e concertos de câmara ocupam a sala, totalmente restaurada entre 1992 e 1995. Três telas de autoria de Driendl compõem o forro do salão, que tem as paredes dotadas de grandes espelhos e decoradas com técnica de pochoir. As atividades do Salão Nobre são gratuitas.
Endereço: Rua XV de Novembro, 35 – Centro, Niterói
Telefones: 2620-1624

SALA JOSÉ CÂNDIDO DE CARVALHO
Inaugurada em 23 de maio de 1988, a Sala José Cândido de Carvalho é um espaço destinado ao lançamento de novos artistas plásticos. Localizada no térreo da sede da Secretaria Municipal de Cultura/Fundação de Arte de Niterói, homenageia um de seus ex-presidentes, o imortal criador do romance “ O Coronel e o Lobisomem“, José Cândido de Carvalho. Setenta por cento dos trabalhos expostos têm como suporte o papel (fotografia, gravura, aquarela etc). A sala apresenta, normalmente, uma exposição por mês.
Endereço: Rua Presidente Pedreira, 92 – Ingá, Niterói
Visitação: de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas
Telefone: 2621-5050 (r. 209)

Museu de História e Artes do Estado do Rio de Janeiro (MHAERJ) ou MUSEU DO INGÁ
Abrigado no antigo Palácio Nilo Peçanha (também chamado Palácio do Ingá), outrora sede do governo do Estado do Rio de Janeiro antes da fusão com o Estado da Guanabara. Tombado pelo INEPAC em 1983. Construção de 1860 em estilo neoclássico, com um acervo de aproximadamente 4.800 peças, entre mobiliário, porcelanas, documentos, esculturas e uma pinacoteca com 120 obras de vários pintores. Abriga acervo histórico, artístico e de arte popular, além de centro de memória e referência da política fluminense, e ateliê e cursos de artes plásticas. Possui também oficinas de gravura e de escultura, salas para exposições temporárias e cursos livres.
Endereço: Rua Presidente Pedreira, 78
Horário: de terça a sexta-feira, das 11 às 17 horas; sábados, domingos e feriados, das 14 às 17 horas.
Informações: 2621-0391/ 2719-4149

MUSEU DA IMPRENSA
Exposição permanente – História da Imprensa no Brasil.
Endereço: Rua Marquês de Olinda, 29
Horário: de segunda a sexta-feira, das 10 às 17 horas.
Informações: 2620-1122 – r. 211

MUSEU ANTÔNIO PARREIRAS
Tombado pelo IPHAN em 1967. Sua construção data do fim do século passado. Transformado em museu em 1941, dedicado à preservação da memória e da obra de Antônio Parreiras (1860-1937), onde expõe permanentemente obras do famoso pintor, além de exposições temporárias de paisagistas contemporâneos.
Endereço: Rua Tiradentes, 47
Horário: de terça a sexta-feira, das 11 às 17 horas; sábados, domingos e feriados, das 14 às 17 horas.
Informações: 2719-8728

MUSEU ARQUEOLÓGICO DE ITAIPU
Inaugurado em 1977, o MAI desenvolve um programa educativo-cultural voltado para as escolas e para a comunidade local, tendo como tema central a arqueologia pré-histórica e histórica. O seu acervo, composto por objetos dos povos indígenas que viveram no litoral fluminense antes de 1500, tem como destaques blocos-testemunho (entre os quais o do Sambaqui de Camboinhas, datado de 6.000 a.C.), machados de pedra e material lítico em geral, pontas de ossos, lascas de quartzo, polidores, peças de cerâmica e conchas. O museu organiza cursos e exposições, recebe visitas guiadas e promove diversos eventos culturais. As visitas podem ser feitas de quarta-feira a domingo, das 13 às 17h.
Endereço: Praia de Itaipu, s/nº.
Horário: de quarta a domingo, das 13 às 17 horas.
Informações: 2709-4079

MUSEU DO CINEMA BRASILEIRO
Um confortável e moderno conjunto com salas de exibição, um museu e um auditório reunidos num prédio em forma de um grande rolo de filme.

MUSEU DE ARTE SACRA DE NITERÓI
Museu mantido com o acervo de arte sacra da Arquidiocese de Niterói, situado no salão nobre da Igreja Nossa Senhora da Conceição, Rua da Conceição.

Patrimônio Histórico

Niterói é um dos maiores centros históricos-culturais do Brasil, pois tem sua cultura marcada desde a vila de pescadores (Jurujuba), as fortalezas, os museus até os monumentos futuristas, como o Museu de Arte Contemporânea (MAC), o símbolo do município, construído pelo arquiteto modernista Oscar Niemeyer (o arquiteto que projetou as principais construções e marcos de Brasília) e o Teatro Popular.

A arquitetura de Niterói é caracterizada por um contraste entre o passado e o presente. Edificios históricos, como a Biblioteca Pública Estadual, o Fórum, os Correios, o Teatro Municipal, a Estação Cantareira, o Palácio do Ingá, o Solar do Jambeiro e a Câmara Municipal, ficam lado a lado com obras de vinculo futurista, como por exemplo o Museu de Arte Contemporânea (MAC), o Teatro Popular e o resto do Caminho Niemeyer e a Praça JK.

Seguem alguns exemplos de Patrimônio Cultural abaixo:

Paço Municipal de Niterói
O Paço Municipal de Niterói é uma construção que, atualmente, serve de sede para a secretaria municipal de educação de Niterói e Fundação Municipal de Educação de Niterói.
Endereço: Rua Visconde do Uruguai, no Centro.

Casarão
Tombado pelo IPHAN em 11 de abril de 1962. Construção do séc. XVII.
Endereço: Av. Quintino Bocaiúva, 679, Charitas.
Informações: 2710-4435 / 3746 / 2611-3421

Liceu Nilo Peçanha
Construção datada de 1847.
Endereço: Av. Ernani do Amaral Peixoto, 707, Centro.
Informações: 2622-4641

Câmara municipal
O atual prédio foi inaugurado em 1ª de agosto de 1917, sendo sede da Assembléia Legislativa até 1975, quando Niterói, com a fusão do Estado do Rio de Janeiro e do Estado da Guanabara, deixou de ser a capital do antigo Estado do Rio de Janeiro.
Endereço: Av. Ernani do Amaral Peixoto, s/nª, Centro.
Informações: 2622-4600 / 0800 236888

Palácio da Justiça ( Fórum)
O prédio foi inaugurado em 1919.
Endereço: Praça da República, s/nª, Centro.
Informações: 2620-8711 / 8712 / 5120 / 3683

Biblioteca Municipal
Inaugurada em 15 de março de 1935, possui um rico acervo de Niterói e do Estado do Rio de Janeiro.
Endereço: Praça da República, s/nª, Centro.
Informações: 2719-5142
Fax: 2621-1794

Jardim São João
Conjunto histórico formado por duas praças, casario histórico e prédios culturais, formado pela Catedral de São João, padroeiro da cidade, pelo Paço Municipal de Niterói, que abriga a Fundação de Educação de Niterói, pelo espaço cultural Casa de Norival de Freitas, pelo Conservatório de Música de Niterói e por intenso comércio popular.

Palácio Araribóia
Antigo palácio sede da Prefeitura Municipal de Niterói, seu nome é uma homenagem ao fundador da cidade, o cacique Arariboia, herói da guerra da Confederação dos Tamoios e da expulsão dos franceses da colônia de França Antártica. Tombado pela Prefeitura Municipal em 27 de dezembro de 1995. Com arquitetura eclética e inspiração neoclássica.
Endereço: Rua da Conceição 100, Centro.
Informações: 2621-2400

Praça da República
conjunto formado por praça e pelos edifícios públicos de arquitetura eclética tombado pelo patrimônio histórico, construído para abrigar o centro cívico do antigo estado do Rio de Janeiro, hoje todos abrigam espaços culturais – composto atualmente pela Câmara Municipal de Niterói e seu arquivo histórico, Biblioteca Estadual de Niterói, o antigo Tribunal de Justiça (atual Centro de Memória Judiciária de Niterói) e Liceu Nilo Peçanha e o monumento Triunfo a República.
Endereço: Centro da cidade

Teatro Municipal João Caetano
Completamente restaurada, suas primeiras referências datam de 1827. Conta com a Sala Carlos Couto, destinada às exposições temporárias e o Salão Nobre, que exibe espetáculos gratuitos.
Endereço: Rua XV de Novembro, 35, Centro – Tel.: 2620-1624.

Teatro Municipal de Niterói
Tombado pelo INEPAC em 1990. Marco do teatro brasileiro. Além do melhor da dramaturgia brasileira, o teatro apresenta em seu palco inúmeras manifestações da arte. Concertos musicais clássicos, música popular brasileira e companhias de ballet, fazem parte de sua seleta programação.
Endereço: Rua XV de Novembro, 35, Centro.
Visitação: visitação programada. De terça a sexta-feira, das 13 às 18 horas.

Prédio da Agencia de Correios e Telégrafos
antigo edifício em frente a Praça Arariboia em arquitetura eclética que abrigou a agência central dos Correios na cidade. Tombado pelo INEPAC em 1990 e pela Prefeitura de Niterói em 1993. Com arquitetura em estilo Art Noveau, o prédio foi inaugurado em 14 de novembro de 1914. No momento passa por restauração para abrigar um centro cultural.
Endereço: Rua Visconde do Rio Branco, 481, Centro.

Solar do Jambeiro
Tombado pelo IPHAN em 25 de abril de 1974. Construção de 1872. Revestido por um dos mais importantes conjuntos de azulejos do séc. XIX existentes no Brasil. O casario encontra-se totalmente restaurado, assim como sua estufa e seus jardins. O sociólogo Gilberto Freire, autor de Casa Grande e Senzala, assim se referiu ao prédio: “Este Solar é um desafio a todos os brasileiros de hoje, pois não pertence ao Estado do Rio de Janeiro, e sim ao Brasil, sensível às belezas de seu passado, sob forma das casas-grandes maternalmente brasileiras”.
Endereço: Rua Presidente Domiciano, 195, São Domingos.
Visitação: de terça a domingo, das 13 às 18 horas.
Informações: 2620-0906 / 1097

Reitoria da UFF
Tombado pela Prefeitura em 1994. Antiga sede do Hotel Balneário Cassino Icarahy, hoje abriga, além da Reitoria da UFF, o complexo Centro de Artes UFF, com cinema, teatro e Galeria de Arte.
Endereço: Rua Miguel de Frias, 9, Icaraí.
Informações: 2704-2016/2018/2019

Irmandade de São Vicente de Paulo
Tombado pela Prefeitura em 1994.
Endereço: Rua Miguel de Frias, 123, Icaraí

Cantareira
Um outro grande símbolo da cidade – conjunto formado por um centro cultural, praça e ruas adjacentes no bairro de São Domingos com bares, restaurante e casario histórico que abriga atelieres de artes plásticas. O centro cultural Estação Cantareira é instalado na prédio em ruínas restaurada do antigo estaleiro da companhia Cantareira e estação das barcas de São Domingos, restaurado para funcionar como espaço cultural (atualmente fechado). A Praça Leoni Ramos, mais conhecida como Praça da Cantareira, onde há grande movimento em bares e restaurantes à noite. Shows, gastronomia, shopping e produção cultural se encontram neste conjunto histórico-cultural. A região é conhecida como a “Lapa de Niterói”, por reunir estudantes universitários, professores, intelectuais, profissionais liberais e artistas.

Caminho Niemeyer
Conjunto arquitetônico de equipamentos culturais ao longo da orla da cidade com belíssimas obras de Oscar Niemeyer, além do Museu de Arte Contemporânea de Niterói. Composto também pelo Teatro Popular de Niterói, o Memorial Roberto Silveira, a sede da Fundação Oscar Niemeyer e o Museu Petrobras de Cinema.

Monumentos

A cidade de Niterói possui os seguintes Monumentos:

Estátua de Araribóia
Monumento em homenagem ao fundador da cidade, o cacique Arariboia, herói da guerra da Confederação dos Tamoios e da expulsão dos franceses da colônia de França Antártica, com uma estátua pedestre em bronze, no meio da praça do mesmo nome, onde também abriga o terminal hidroviário da Praça Arariboia.

Ponte Rio-Niterói
Popularmente conhecida como Ponte Rio-Niterói, localiza-se na baía de Guanabara, estado do Rio de Janeiro, no Brasil, e liga o município do Rio de Janeiro ao município de Niterói.

MAC, Museu de Arte Contemporânea
Localiza-se no Mirante da Boa Viagem, no bairro de Boa Viagem da cidade de Niterói, estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, o MAC tornou-se um dos cartões-postais de Niterói.

Estação Cantareira
O centro cultural Estação Cantareira é instalado na prédio em ruínas restaurada do antigo estaleiro da companhia Cantareira e estação das barcas de São Domingos, restaurado para funcionar como espaço cultural (atualmente fechado).

Igrejas e Capelas

As igrejas são um capítulo a parte do turismo em Niterói. As construções, datadas dos séculos XVI e XVII merecem atenção especial dos visitantes. Entre os destaques, estão as Igrejas da Boa Viagem, de São Lourenço dos Índios, de São Francisco Xavier e Nossa Senhora da Conceição da Cidade.

Catedral Metropolitana de Niterói
A nova Catedral Metropolitana de Niterói exprime as inúmeras possibilidades do concreto armado. Com uma cúpula com 40 metros de diâmetro, suspensa no ar pelos três apoios projetados, a obra terá também um prédio semi-enterrado ligado à nave.

Matriz São Lourenço da Várzea
Igreja do século XIX, destaca-se por sua grande volumetria. O seu interior é amplamente decorado. O altar-mor tem colunas salomônicas ladeando o nicho, onde se encontra a imagem de São Lourenço vinda de Portugal em 1897.

Igreja São Lourenço dos Índios
Dia do Padroeiro: 10 de agosto
Tombado em 1938 pelo IPHAN, e em 1992 pela Prefeitura de Niterói. Com arquitetura jesuítica do século XVII, possui um retábulo-mor do final do século XVI ou início do século XVII, provavelmente a obra mais antiga da cidade. Trata-se de um vigoroso trabalho de talha em madeira classificada por inúmeros estudiosos de arquitetura brasileira como das mais representativas da primeira fase dos retábulos jesuíticos. Considerada monumento da fundação de Niterói.
Endereço: Praça General Rondon, s/nª, São Lourenço.
Visitação: de segunda a sábado, das 9 às 17 horas.
Informações: 2622-7755

Igreja Nossa Senhora da Conceição da Cidade
Dia da Padroeira: 8 de dezembro
Endereço: Rua da Conceição, 216, Centro
Visitação: de terça a sábado, das 8 às 11 horas e das 14 às 17 horas; domingos, das 8 às 13 horas.
Informações: 2717-0154

Catedral de São João Batista
Dia do Padroeiro: 24 de junho
Endereço: Praça Dom Pedro II, s/n°, Jardim São João.
Visitação: diariamente, das 7 às 17 horas.
Informações: 2719-2494 / 2613-0156 / 2722-2320 / 2621-7520

Igreja de São Francisco Xavier
Dia do Padroeiro: 3 de dezembro
Tombada pelo IPHAN, sua construção data do século XVII. Com arquitetura colonial, possui imagem esculpida em pedra-sabão, atribuída à Aleijadinho.
Endereço: Av. Quintino Bocaiúva, s/n° – São Francisco.
Visitação: de segunda a sexta-feira, das 8 às 16 horas. Informações: 2711-1670

Igreja de São Domingos
Dia do Padroeiro: 8 de agosto
Tombada pela Prefeitura em 1995.
Endereço: Rua Alexandre Moura, 29, São Domingos.
Visitação: Diariamente, das 7 às 11h30 e das 13h30 às 17h30.
Informações: 2717-1363

Basílica de Nossa Senhora Auxiliadora
Dia da Padroeira: 24 de maio
Tombada pela Prefeitura Municipal em 30 de dezembro de 1992. Com arquitetura em estilo gótico e árabe, abriga o maior Órgão de Tubos da América Latina e o quinto maior do mundo. Com data de lançamento da Primeira Pedra em 8 de dezembro de 1901, um ano após a inauguração do Monumento de Maria Auxiliadora. Foi inaugurada no dia 24 de dezembro de 1918. Seus quatro sinos da torre pesam 2 220, 1 160, 685 e 480 quilos, com tonalidades dó, mi, sol e lá, que é o início da antiga melodia gregoriana Salve, Regina.
Endereço: Rua Santa Rosa, 207, Santa Rosa.
Visitação: Diariamente, das 6h30 às 11 horas e das 15 às 21 horas.
Informações: 2611-9858 / 2612-2076

Igreja Nossa Senhora da Boa Viagem
Dia da Padroeira: 4º domingo de outubro
Erguida em meados do século XVII. De estilo colonial, guarda no altar principal a imagem de N.S. da Boa Viagem. Próximo á igreja encontra-se as ruínas do Forte da Boa Viagem e todo o Patrimônio Histórico Cultural da Ilha de Boa Viagem.
Endereço: Praia da Boa Viagem, s/nª, Boa Viagem
Visitação: programada com 48 horas de antecedência.
Informações: 2710-6581, entre 12 e 14 horas.

Igreja São Sebastião de Itaipu
Dia do Padroeiro: 20 de janeiro
Tombada pelo INEPAC em 26 de setembro de 1978. Construída no século XVII. Com arquitetura em estilo colonial, possui um retábulo-mor, de linhas neoclássicas, todo em talha de madeira.
Endereço: Estrada Francisco da Cruz Nunes, 8429, Itaipu
Visitação: terça a domingo, das 15 às 20 horas.
Informações: 2709-4056

Igreja Nossa Senhora de Bonsucesso
Dia da Padroeira: 2 de fevereiro
Tombada pela Prefeitura em 1992. Com arquitetura jesuítica do século XVII.
Endereço: Rua José Eugênio, s/nª, Piratininga.
Visitação: segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas.
Informações: 2709-4056

Igreja de São Pedro de Jurujuba
Dia do Padroeiro: 29 de junho
Endereço: Rua Carlos Ermelindo Marins, s/nª, Jurujuba.
Visitação: sábado, das 17 às 20 horas.
Informações: 2714-8276

Igreja Nossa Senhora de Fátima
Dia da Padroeira: 13 de maio Tombada pela Prefeitura Municipal em 30 de dezembro de 1997. Marco da presença Portuguesa na cidade, é uma das igrejas mais antigas do Brasil dedicada a esta Santa.
Endereço: Rua Barão de Mauá, 274, Ponta d’Areia.

Igreja Anglicana
Tombada pela Prefeitura Municipal em 1992. Marco da presença inglesa na cidade.
Endereço: Rua Otávio Carneiro, 144, Icaraí.

Capela Santa Bárbara
Dia da Padroeira: 4 de dezembro
Localizada dentro da Fortaleza de Santa Cruz
Endereço: Estrada Gal. Eurico Gaspar Dutra, s/nº, Jurujuba.
Visitação: terça a domingo, das 9 às 16 horas.
Informações: 2711-0462

Catedral de São João e o Jardim São João
Catedral da cidade dedicada ao santo padroeiro instalado no largo do rocio no meio do centro histórico, e o conjunto arquitetônico que circunda, incluindo o antigo palácio (Paço Municipal de Niterói) que abrigava a câmara municipal até 1974, e que também chegou a abrigar a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (até 1917 quando da inauguração de seu palácio na Praça da República), atualmente funciona repartições da Secretaria e da Fundação Municipal de Educação de Niterói, a sede da Academia Fluminense de Letras e o Instituto Histórico e Geográfico de Niterói, também em sua volta incluí o edifício do Conservatório de Música de Niterói e o Espaço Cultural Casa de Norival de Freitas.

Centro Israelita de Niterói
É uma pequena comunidade judaica da cidade, integrada à Federação Israelita do Rio de Janeiro.

Centro Evangelístico Internacional
Uma das principais igrejas evangélicas da cidade, presidida pelo pastor Custódio Rangel Pires, que também é o líder mundial da Associação de Homens de Negócios do Evangelho Pleno.

Igreja Presbiteriana
Foi uma das primeiras igrejas protestantes a se instalarem na cidade, fruto do trabalho missionário da Igreja Presbiteriana do Rio de Janeiro. Seu primeiro templo estava situado na Rua São Sebastião com Rua General Andrade Neves. Segundo historiadores, o templo foi vendido para uma empresa do setor hoteleiro. Seu templo atual, situado a Rua 15 de Novembro, é de estilo moderno. A Igreja Presbiteriana de Niterói é uma igreja histórica, de linha tradicional, ligada ao Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil, sínodo Leste fluminense, presbitério de Niterói.

Fortes e Fortalezas

Aqueles que procuram um passeio que une a história do país a belezas naturais e arquitetônicas incríveis, fortificações militares e paisagens deslumbrantes, Niterói supera todas as expectativas, pois abriga o maior complexo de Fortes da América Latina. Em 2012 a paisagem da cidade do Rio de Janeiro ganhou o título de Patrimônio Mundial, concedido pela Unesco, incorporando o complexo de fortes de Niterói da entrada da Baía de Guanabara.

Bateria de Nossa Senhora da Boa Viagem
Conhecida como Forte da Boa Viagem ou Fortim da Boa Viagem, localiza-se na ilha de mesmo nome, no interior da baía da Guanabara, cerca de 1,5 quilômetros ao sul do centro histórico de Niterói. Erguido no final do século XVII. Fortim-observatório, destinado à vigilância da entrada da baía de Guanabara. Marcar visita com antecedência de 48 horas.
Endereço: Praia da Boa Viagem, s/nª – Ilha de Boa Viagem, Boa Viagem
Informações: 2710-6581, entre 12 e 14 horas

Fortaleza de Santa Cruz
Foi a primeira fortaleza erguida em volta da Baía de Guanabara, de origem em 1555, na época da invasão francesa. Veio recebendo melhorias desde a expulsão dos franceses e em diversas épocas até a construção que se vê atualmente. Hoje a Fortaleza é composta de 41 casamatas, distribuídas em dois andares que abrigam canhões seculares. Destaca-se também a Capela de Santa Bárbara, em estilo colonial que abriga no seu interior uma imagem de tamanho natural, em madeira maciça e ornada de pedras preciosas, o relógio de sol de 1820 construído em mármore, além de prisões colônias, pontos de tortura, o local de fuzilamento e um antigo paiol.
Horário: de terça a domingo, das 9 às 16 horas.
Endereço: Estrada Gal. Eurico Gaspar Dutra, s/nª, Jurujuba.
Informações: 2711-0462

Barão do Rio Branco
Suas construções, em cantarias de pedras e cimentadas com óleo de baleia, cal de conchas e mariscos, iniciaram-se no séc. XIX. Juntos eles constituem um complexo que reúne uma série de atrações para os turistas ao lado das belezas naturais. Em 1555, por ocasião da primeira invasão francesa, foi criado um Observatório. Em 1567, ano da expulsão foi armado e transformado em bateria com as primeiras bocas de fogo.
Horário: sábados, domingos e feriados, das 9 às 16 horas.
Endereço: Av. Marechal Pessoa Leal, 265, Jurujuba.
Informações: 2711-0566.

Forte do Imbuí
Construção do final do século XIX, encontra-se dentro do Forte Rio Branco, dotado do excelente Hotel de Trânsito dos Oficiais, tendo hospedado ilustres visitantes do Brasil e do exterior. Tem ao redor uma natureza fantástica.
Horário: sábados, domingos e feriados, das 9 às 16 horas.
Endereço: Av. Marechal Pessoa Leal, 265, Jurujuba.
Informações: 2711-0366 / 0566

Forte de São Luiz
Sua construção data de 1715 e sua fundação de 1775. Hoje, o caminho que lhe dá acesso está pavimentado e de suas ruínas se descortina uma das mais belas paisagens do Rio de Janeiro e de Niterói. Acesso pelo Forte Barão do Rio Branco. Belíssima muralha de pedra, com um grande portão de entrada, fazem do forte uma das áreas mais visitadas do Rio de Janeiro.
Horário: sábados, domingos e feriados, das 9 às 16 horas.
Informações: 2711-0462

Forte do Pico
Encontra-se a 230 metros de altitude, no Morro do Pico. Sua construção foi concluída nó inicio do séc. XX. Conta com antigos obsuleiros de 280 mm, importados da Alemanha. Do alto do pico, avista-se, de um lado, a Fortaleza de Santa Cruz, o Morro da Urca, a Baía de Guanabara, e toda a cidade do Rio de Janeiro. Do outro lado, a enseada de Charitas e São Francisco, o Forte Imbuí e uma visão deslumbrante do Oceano Atlântico.

Forte Gragoatá
Construído entre os séculos XVII e XVIII, em uma bela praia, obedecendo à mesma destinação dos demais fortes, ou seja, guardar a entrada da baía de Guanabara. As primeiras baterias datam de 1600, entretanto, a construção vista atualmente é do séc XVIII. O nome Gragoatá vem de uma planta abundante no morro ao lado do Forte que se chama gravatá, da família das bromeliáceas.
Endereço: Praia do Gragoatá, 145, Gragoatá.
Informações: 2719-4155

Centros Culturais

Centro de Artes UFF
O Centro de Artes UFF é um centro cultural organizado e mantido pela Universidade Federal Fluminense, localizado no prédio da Reitoria da UFF, bairro de Icaraí, formando o mais completo centro cultural da cidade, reunindo Galeria de Arte UFF (galeria de artes plásticas), Espaço UFF de Fotografia (galeria de fotografia), Espaço Aberto UFF (instalações e workshops), Cine Arte UFF (sala de cinema) e o Teatro da UFF (teatro, dança e música).

Centro Cultural Abrigo dos Bondes
Espaço Antônio Callado, como também é chamado, é um centro cultural no Centro, instalado num antigo abrigo de bondes. O nome duplo, além de fazer referência à história do imóvel e homenageia o escritor niteroiense Antônio Calado.

Solar do Jambeiro
O Solar do Jambeiro, também conhecido como Palacete Bartholdy, é um belíssimo casarão que abriga exposições de artes plásticas, seminários e cursos sobre preservação e restauração de bens culturais. Atualmente o Solar do Jambeiro é administrado pela Fundação de Arte de Niterói – FAN, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Cultura de Niterói, órgão que também administra o Teatro Municipal de Niterói, o Museu de Arte Contemporânea e o Teatro Popular de Niterói.
Endereço: Rua Presidente Domiciano, 195, São Domingos.

Centro Cultural Paschoal Carlos Magno
Endereço: Av. Roberto Silveira com Rua Lopes Trovão – Campo de São Bento – Icaraí
Telefone: 2610-5748

Espaço UFF de Fotografia
Endereço: Rua Muiguel de Frias, 9 – Icaraí
Telefone: 2622-1212 ou 2620-8080 r.300

Estação Cantareira
Endereço: Rua Alexandre Moura, 2A – São Domingos
Telefone: 2620-8786 ou 2620-8785

Galeria de Arte da UFF
Endereço: Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí
Telefone: 2622-1212 ou 2620-8080 r.300

Galeria de Artes do Ingá
Endereço: Rua Presidente Pereira, 78 – Ingá
Telefone: 2719-4149 ou 2621-0391

Sala Carlos Couto (anexo Teatro Municipal de Niterói)
Endereço: Rua XV de Novembro, 35 – Centro
Telefone: 2613-0098

Sala Hilda Campofiorito
Endereço: Campo de São Bento – Icaraí
Telefone: 2610-5748

Sala José Cândido de Carvalho
Endereço: Rua Presidente Pereira, 98 – Centro
Telefone: 2621-5050

Sala Quirino Campofiorito
Endereço: Campo de São Bento – Icaraí
Telefone: 2619-5748

SESC-Niterói
Endereço: Rua Padre Anchieta, 56 – Centro
Telefone: 2719-9119