Quando estamos no ensino médio somos constantemente bombardeados sobre o que queremos fazer na faculdade. Muitos cursos passam por nossa cabeça, como engenharia, fisioterapia, direito, publicidade… Pensamos que essa decisão vai ser para o resto da vida, mas nem sempre é assim!

Existem milhares de pessoas que já largaram as profissões tinham escolhido quando eram adolescentes para se desafiar em algo completamente novo! Afinal, se você cursou administração, o que te impede de fazer agora fisioterapia?

Às vezes essas mudanças acontecem porque o salário é maior, o estilo de vida é melhor ou simplesmente não nasceu para o que cursou e agora tem a oportunidade de mudar tudo para fazer aquilo que sempre sonhou, por que não?

Para te ajudar a se decidir em que arriscar, vamos falar um pouco sobre o curso de fisioterapia e o universo que o envolve!

Faculdade de fisioterapia: o que esperar?

A faculdade de fisioterapia tem várias vertentes que podem ser seguidas.

A faculdade de fisioterapia tem várias vertentes que podem ser seguidas.

Quando os alunos entram em um curso de fisioterapia, alguns deles não fazem a menor ideia do que irá aprender. Por causa disso, grande parte das faculdades e universidades incluem nos primeiros semestres as aulas que funcionam como uma introdução sobre aquele curso.

Isso tem o seu lado bom, porque você poderá entender o que irá aprender, mas também funciona como uma matéria eliminatória, pois muitos se assustam ou descobrem que não querem cursar e enfrentar nada do que lhe foi apresentado. Pensando nisso, separamos as principais questões desta aula introdutória.

A graduação em fisioterapia pode variar de 4 a 5 anos dependendo da sua faculdade ou universidade. Durante o curso você terá aulas como: Anatomia, Biologia, Saúde Pública e Fisiologia.

Também aprenderá sobre as diferentes áreas de atuação, como: Ortopedia, Cardiologia, Traumatologia, Pneumologia, entre várias outras. Além de conhecer as técnicas de tratamento usadas em sessões de fisioterapia, por exemplo: massoterapia, termoterapia, hidroterapia e muitas outras.

Todas essas matérias serão apresentadas pra você de maneira prática, justamente para você começar a se habituar ao atendimento ao paciente na “vida real”.

O que faz um fisioterapeuta?

O fisioterapeuta é o profissional responsável pela recuperação dos nossos movimentos, através de massagem, exercícios físicos e aparelhos. Ele analisa os laudos médicos para poder ter uma visão do estado de saúde do paciente e identificar possíveis lesões, em um segundo momento verifica os movimentos do paciente para saber se ele tem alguma dificuldade motora ou se está sentindo dores.

Depois que é feito o diagnóstico, o profissional de fisioterapia prescreve o tratamento que deverá ser realizado. O tipo irá variar de acordo com o estado do paciente e o quão grave é a lesão dele, mas poder ser:

  • Massagens
  • Exercícios físicos
  • Tratamento a base de frio e calor
  • Acupuntura
  • Aparelhos

O fisioterapeuta acompanha e orienta o paciente durante toda a primeira parte do tratamento do paciente, quando é estudado cada movimento e verificado se está tendo progresso no restabelecimento dos movimentos.

Na segunda parte do tratamento o paciente pode fazer os exercícios em casa. Nesse caso o fisioterapeura irá ensinar todos os movimentos, orientar sobre a frequência e força que deve ser aplicada em cada um deles.

Mesmo que o profissional de fisioterapia não esteja com o paciente durante toda essa segunda fase, ele irá precisar reavaliar o paciente com frequência para poder identificar melhorias, ajustar o tratamento, quando necessário e, se tudo estiver em ordem, liberá-lo quando chegar o momento.

Quais as áreas que um fisioterapeuta trabalha?

Tem muitas áreas na fisioterapia que você pode escolher e se aprofundar.

Tem muitas áreas na fisioterapia que você pode escolher e se aprofundar.

O profissional pode trabalhar com todos, desde idosos, crianças, grávidas, até pacientes com problemas respiratórios, distúrbios neurológicos e deficiências físicas, por isso é importante estar preparando para tudo!

Você já deve ter notado que a gama de áreas em que um profissional de fisioterapia pode trabalhar é bem grande, né? Por isso, cabe ao estudante ficar atento a tudo o que aprende para depois descobrir o que realmente gosta e qual carreira irá se especializar.

Separamos algumas áreas em que você pode trabalhar, algumas delas bem comuns e outras nem tanto.

    1. Gameterapia: Essa técnica de fisioterapia é relativamente nova, e consiste em aplicar jogos eletrônicos em pacientes com problemas ósseos ou neurológicos, para que dessa forma eles continuem tendo a atividade cerebral estimulada.
    2. Dermatofuncional: Para tratar lesões como cortes e queimaduras, o fisioterapeuta utiliza aparelhos a laser, ultravioleta ou infravermelhos, dessa forma os resultados de cicatrização serão muito mais rápidos.
    3. Fisioterapia do trabalho: É a área onde o profissional vai tratar de pacientes que sofrem por conta das lesões de esforço repetitivo, o famoso “LER”, que são causadas por má postura ou repetição de movimento.
    4. Fisioterapia esportiva: Os profissionais dessa área irão lidar diretamente com atletas, independente da área em que eles atuem no esporte. Nesse meio o fisioterapeura irá auxiliar na prevenção e tratamento de lesões.
    5. Paciente com necessidades especiais: Nessa área o profissional irá ajudar pacientes que têm limitação de movimentos, como portadores de deficiência física ou idosos. A função para esse grupo de pacientes e ajudá-los a fortalecer os músculos
    6. Ortopedia e traumatologia: Sempre que alguém sofre uma lesão, um trauma ou uma luxação, deve passar por um fisioterapeuta para que ele possa avaliar a real necessidade de um tratamento mais específico.
    7. Terapia Intensiva: É o tipo de trabalho feito nas Unidades de Terapia Intensiva, conhecidas também como UTI. Nessa área o profissional precisa estar preparado para emoções mais fortes, pois estará lidando com pacientes em estados mais delicados.
    8. Cardiologia e pneumologia: O profissional que escolhe essa área irá atuar no pré e pós-operatório de pacientes. Ajudando a se recuperar completamente.

Essas são apenas algumas áreas em que os profissionais de fisioterapeuta poderão se aventurar, seja em hospitais, consultórios, clínicas, centros de reabilitação, indústrias… Como já dissemos, a gama de atuação é bem grande, mas é preciso encontrar aquilo que realmente gosta e quer fazer.

Algumas pessoas escolhem por vocação, outras por facilidade e, existe ainda aqueles que escolhem pelo salário. Algumas dessas áreas pagam muito melhor que outras, mas lembre-se: nem sempre o que tem o maior salário vai te fazer mais feliz!

Quanto ganha um fisioterapeuta?

O piso salarial do profissional de fisioterapia geral é definido pelo sindicatos da categoria.

O piso salarial do profissional de fisioterapia geral é definido pelo sindicatos da categoria.

Para aqueles que se dedicam à carreira de fisioterapia, essa é uma questão muito importante. Mesmo que ela não seja a sua maior preocupação, você deve pelo menos saber quanto ganha em média um profissional dessa área de atuação.

O piso salarial de um fisioterapeuta geral é definido pelo sindicatos da categoria em cada estado brasileiro, mas na maioria deles o salário mínimo do profissional é fixado em R$2.567,51.

A jornada de trabalho é de, no máximo, 30 horas semanais, de acordo com a Lei 8.856, de 1º de março de 1994.

Lembrando que para ter mais recursos financeiros é preciso fazer especializações, ter mais experiência profissional, participar de congresso e seminários… E, além de tudo isso, ainda precisa levar em consideração o estado em que mora.

A média salarial de quem faz fisioterapia

Segundo a empresa Catho, a média salarial nacional não alcança o piso definido pelos sindicatos, confira abaixo a média de alguns cargos:

  • Estagiário de Fisioterapia: R$ 802
  • Fisioterapeuta recém formado: R$ 2.050
  • Fisioterapeuta Dermato Funcional: R$ 1.934
  • Fisioterapeuta do Trabalho: R$ 2.431
  • Fisioterapeuta Home Care: R$ 1.753
  • Fisioterapeuta Respiratório: R$ 2.145
  • Fisioterapeuta RPG: R$ 1.804
  • Fisioterapeuta Hospitalar: R$ 2.198

Lembrando que esses valores são apenas uma média e que existem muitas variáveis para afetar esses salários.

Para aqueles fisioterapeutas que trabalham como autônomo, existe uma tabela de referência do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO), que estabelece valores mínimos para serem aplicados em serviços de fisioterapia, por exemplo:

  • Consulta fisioterapêutica hospitalar, ambulatorial ou domiciliar: R$ 78
  • Análise cinemática do movimento: R$ 117
  • Plantão do fisioterapeuta em Unidades de Terapia Intensiva, Semi-intensiva ou de Pronto Atendimento de Urgências e Emergências, por paciente a cada 12h: R$ 136

Atenção, esse valores não são o preço final que os fisioterapeutas podem cobrar e sim o mínimo que devem.

Porque escolher a fisioterapia?

O curso de fisioterapia pode ser uma boa escolha para o profissional que gosta de atividades físicas.

O curso de fisioterapia pode ser uma boa escolha para o profissional que gosta de atividades físicas.

Como já dissemos no começo do texto, às vezes fazemos escolhas que depois nos arrependemos. Para evitar que isso aconteça com você ou, se já aconteceu, evitar que volte a acontecer, leia bastante sobre o assunto!

Analise tudo que envolve esse universo novo, como: mercado de trabalho, reconhecimento profissional, salário e, é claro, áreas de atuação em que você se identifique!

Com a fisioterapia você terá uma gama muito grande de atuação, são inúmeras possibilidades, mas para que uma dessas dê certo pra você, é necessário conhecimento daquilo que realmente gosta e dedicação pra alcançar os seus objetivos.

Explore todas as áreas em que você possa trabalhar, converse com os profissionais daquele segmento específico que você está querendo entrar, faça uma lista de “prós e contras”.

Se no fim de toda essa pesquisa você ainda quiser trabalhar com pessoas e ajudá-las a ficar sem dor, a voltar a ter movimentos, se recuperar de grandes lesões… Bom, temos certeza que você será um excelente fisioterapeuta.

Leave a Reply