Reiki é um tipo de terapia japonesa que busca promover o relaxamento, a cura para problemas de saúde e o equilíbrio do corpo físico, mental, espiritual e emocional, por meio da energia cósmica.

Em alguns lugares, é possível encontrar essa palavra escrita de formas distintas, como heiki, reique e raique. Porém, todas elas são utilizadas para falar sobre a mesma técnica japonesa, que utiliza principalmente as mãos do reikiano (nome dado à pessoa que aplica o reiki) e também alguns símbolos para agir sobre o receptor.

Reiki: origem e definição

Reiki se traduz por energia vital, entre outros significados.

Reiki se traduz por energia vital, entre outros significados.


A palavra reiki tem muitos significados, mas todos eles estão, de alguma forma, alinhados. Algumas “traduções” que podemos encontrar são “energia espiritual”, “energia vital” e “força vital”.

Se traduzida separadamente, essa palavra também pode nos trazer as seguintes definições:

  • REI: sabedoria divina, espírito, milagroso;
  • KI: energia vital, consciência, sopro de vida, gás.

Mas como essa energia vital do reiki começou? Como ela foi descoberta? A seguir, você irá entender melhor esse tipo de terapia. Confira!

Como tudo começou

Mikao Usui foi o responsável por revelar o reiki para o mundo. Estudioso e muito aplicado, Usui sempre se dedicou a estudar a energia vital capaz de curar as pessoas. Seus estudos começaram com uma técnica chamada Kiko, porém, ela deixava os usuários esgotados, o que o levou a sair em busca de outras alternativas e mais informações.

Para isso, ele viajou pelo Japão, China e também pela Europa Ocidental, até que, em 1914, escolheu uma montanha sagrada, próxima à cidade de Kyoto, no Japão, para praticar o Isyu Guo, um treino budista de 21 dias de jejum voltados para a meditação, oração e cânticos.

Foi durante esse período que, segundo conta a história, Mikao Usui entrou em contato com um ser superior que lhe ensinou a usar a terapia que ele tanto buscava. Anos depois, mais especificamente em 1922, ele deu origem, de fato, à técnica de cura por meio das mãos, que ele batizou como reiki.

Também em 1922, Usui se mudou para Tóquio para fundar a Sociedade do Método de Energia Espiritual Terapêutica de Usui, que funciona até hoje e nada mais é do que um local voltado para tratar as pessoas e ensinar quem quiser aprender o reiki.

Morte de Mikao Usui

Vítima de um infarto e de uma hemorragia cerebral, Usui faleceu em 1926, poucos anos depois de revelar a sua técnica. Antes de seu óbito, ele teve a oportunidade de ensinar o reiki para aproximadamente 2.000 alunos. No entanto, apenas 17 deles completaram todas as fases do ensinamento e puderam se tornar mestres. Um deles, inclusive, o oficial da Marinha Japonesa, Chujiro Hayashi, foi o responsável por difundir a terapia no Ocidente.

Popularização do reiki

Com o passar do tempo, o reiki não apenas foi se popularizando, com também passou a ganhar outras vertentes, como o Reiki Xamânico, o Reiki Tibetano, o Reiki Estelar, o Reiki Usui e o Reiki Essencial.

É importante destacar que apesar dos diferentes tipos de reikis praticados, todos eles possuem os mesmos princípios com relação à energia do universo e se baseiam no Sistema Usui de Cura Natural. Além disso, todos eles trazem benefícios para as pessoas que os buscam.

A diferença entre esses métodos está em pequenos detalhes, como a divisão dos níveis, a utilização de mantras e cristais, o uso de ferramentas e também o acréscimo de diferentes símbolos.

O aprofundamento da técnica e a criação de novas vertentes foram essenciais para que o reiki ganhasse cada vez mais adeptos e se tornasse mais acessível. Hoje, ele é utilizado em todos os cantos do planeta, inclusive em clínicas médicas e hospitais.

No Brasil, por exemplo, o famoso Hospital Sírio-Libanês – responsável pelo atendimento de diversas pessoas (inclusive celebridades) na cidade de São Paulo – faz uso recorrente da metodologia de Mikao Usui, e até mesmo o SUS reconheceu os benefícios do reiki e integrou essa prática, em 2017, aos seus serviços.

E não foi apenas como uma forma de terapia utilizada para quem deseja a cura que o reiki se popularizou. Hoje, já é possível encontrar também diversos lugares que ensinam como ser um reikiano e transformar a vida de milhares de pessoas por meio dessa técnica, que muitas pessoas acreditam ser, na verdade, milenar!

Reiki: como fazer e se tornar um reikiano?

É preciso se especializar a fazer um curso para fazer o reiki como terapia.

É preciso se especializar a fazer um curso para fazer o reiki como terapia.


Para ser um rekiano, você precisa participar de cursos, que são divididos em três níveis, além do mestrado.

Algumas pessoas possuem objetivos bem específicos ao buscar pelo curso de reiki e, por isso, muitas vezes, nem chegam a concluir todos os níveis. Se esse for o seu caso, não há problema algum em parar o aprendizado em outros níveis, que não seja o terceiro, mesmo porque, a partir do reiki 1, você já será considerado um reikiano e poderá aproveitar os benefícios dessa técnica.

Porém, é lógico que, quanto mais longe você chegar e mais se dedicar, mais conhecimento você terá para si e para ajudar ao próximo. Por isso, vale a pena levar o seu curso de reiki até o fim. Mesmo porque, dentro de cada nível, você terá a oportunidade de aprender focos diferentes do reiki e se aprofundar tanto no conteúdo teórico, quanto no conteúdo prático de cada um deles.

Confira o que você aprenderá no curso de reiki, caso deseje se tornar um reikiano:

Reiki Nível 1

O foco será voltado todo para você, para o seu equilíbrio e a sua limpeza energética. Você aprenderá como autoaplicar o reiki e passará pelo ritual de iniciação, que oferecerá uma proteção para a sua energia e garantirá que ela fique mais equilibrada e harmônica.

Reiki Nível 2

Neste nível, você aprenderá a trabalhar os seus aspectos emocionais e mentais, promovendo uma verdadeira “Transformação” – que é como esse nível é chamado.
Na parte prática, você aprenderá como aperfeiçoar a sua técnica para aplicar o reiki em pessoas fisicamente próximas de você.

Reiki Nível 3

Nesta etapa do aprendizado, você já conseguiu entender como o reiki é benéfico e, provavelmente, já foi tomado por uma vontade muito grande de ajudar ao próximo e fazer a diferença.

Inclusive, se você chegar nesse nível se sentindo assim, significa que você está indo muito bem no seu curso, porque esse é justamente o objetivo dessa terceira etapa de aprendizado: ser a ação da mudança, fazer a diferença na vida do outro.

Para chegar lá, você aprenderá técnicas de reiki a distância e para grupos de pessoas. Isso significa que você finalmente será capacitado para enviar energia e harmonizar todo o seu entorno.

Reiki Nível Mestrado

Neste nível, você será preparado para ser responsável pela formação de outros reikianos. Como dissemos anteriormente, esta última etapa não é obrigatória (como nenhuma outra), mas você pode fazê-la mesmo se não tiver o objetivo de se tornar um mestre.

Afinal, você pode aproveitar este último nível para aprofundar os seus conhecimentos, discutir sobre alguns pontos importantes relacionados a essa terapia, bem como ter um entendimento maior sobre os símbolos utilizados pelo reiki.

Como é uma sessão de reiki?

Como explicamos acima, uma sessão de reiki precisa, antes de mais nada, de um reikiano, que é uma pessoa que estudou e está preparada para realizar esse tipo de terapia.

Existem diversos tipos de sessões diferentes: presenciais ou a distância, individuais ou em grupo. Também podem variar o tempo de duração e algumas técnicas aplicadas. Porém, todas elas utilizam o mesmo princípio: as mãos do reikiano como condutora da energia universal para a região em que o paciente mais precisa de cura.

Durante a sessão, os chakras (que são os centros energéticos do corpo) são muito trabalhados junto com os símbolos do reiki. Isso é, por meio da imposição das mãos do reikiano, a energia associada a cada símbolo será transmitida para um chakras, resultando, assim, no reequilíbrio e na limpeza dos centros energéticos.

Enquanto o reikiano realiza as atividades da terapia, o paciente é orientado a fechar os olhos, relaxar e pensar naquilo que ele realmente entende como divino e superior.

Ao longo da sessão, alguns pacientes mais sensíveis chegam a sentir a energia fluindo por todo o seu corpo. Se você já fez a terapia do reiki e não teve essa experiência (ou se pensa em fazer e, na hora, não se sentir dessa forma) não se preocupe! Isso está mais ligado à sua sensibilidade do que à efetividade da terapia em si.

Mesmo porque, a ação do reiki é imediata e certamente você sentiu (ou sentirá) algo diferente, seja uma sensação de relaxamento, uma emoção muito grande, ou até mesmo um acesso de tosse causado pela limpeza promovida pela terapia.

Reiki a distância funciona?

A sessão de reiki nem sempre precisa ser realizada de forma presencial. Ela pode acontecer também a distância, sem trazer qualquer tipo de prejuízo à sua efetividade.

Não há limites, nem fronteiras: a energia reiki pode ser enviada para qualquer lugar do mundo.

Veja como ela deve ser enviada e recebida:

Como aplicar reiki a distância

A distância física não é um problema no reiki. Para superá-la, basta que o reikiano se conecte mentalmente com a pessoa que receberá essa energia, estando 100% concentrado.

É importante que o terapeuta responsável por aplicar o reiki estabeleça o contato com o seu paciente, pensando nele, visualizando-o entre suas mãos.

Depois, ele precisa mentalizar a energia chegando até essa pessoa, preenchendo todo o seu corpo e seus arredores. Poucos minutos dessa conexão são suficientes para que a sessão seja um sucesso!

Para ajudar na concentração, os terapeutas costumam procurar por um local isolado e tranquilo. Também é comum que utilizem um boneco, um travesseiro ou até mesmo uma foto do receptor para mentalizá-lo recebendo a energia e a cura.

Como receber reiki a distância

Diferentemente do reikiano, que precisa se concentrar para enviar o reiki a distância, a pessoa que irá recebê-lo não precisa de nenhum preparo. Ela pode, inclusive, ficar sabendo somente depois que o seu terapeuta lhe enviou o reiki.

Ainda assim, vale a pena dedicar uns minutos para receber toda a energia enviada. Por isso, mesmo que não seja um ritual obrigatório ou necessário, é recomendado que o receptor se posicione em um ambiente tranquilo durante a sessão de cura e tente imaginar o reiki sendo absorvido por tudo o seu corpo.

Por que recorrer ao reiki a distância?

Como você já notou, não é preciso nascer com nenhum dom para se tornar um reikiano. Qualquer pessoa que se dedica, estuda e realmente acredita nesse tipo de terapia pode passar a aplicá-la.

Porém, é comum que alguns pacientes procurem por uma pessoa com uma boa reputação e, em alguns casos, com uma longa trajetória junto ao reiki. É muito normal, inclusive, nesse tipo de terapia, que os reikanos sejam indicados entre os seus pacientes.

Mas e quando o terapeuta indicado está longe fisicamente? Nesses casos, o reiki a distância é uma ótima opção para que o tratamento seja realizado sem qualquer tipo de problema.

Outra vantagem de recorrer a essa modalidade de reiki é que você, paciente, não precisa sair de casa e nem mesmo parar o que está fazendo para recebê-lo em dias muito corridos.

Para pessoas doentes, que não podem sair de casa ou estão em um leito de hospital, o reiki a distância também é a melhor e a mais cômoda solução.

Benefícios do reiki

Agora que você já sabe o que é o reiki e como funciona essa terapia, chegou a hora de falarmos sobre um dos assuntos mais importantes: quais são os benefícios que essa técnica japonesa traz para você, para a sua vida e para a sua saúde. Confira a seguir:

  • Combate a insônia e melhora a qualidade do sono;
  • Reduz e alivia o estresse, garantindo uma sensação de paz, relaxamento, conforto e tranquilidade;
  • Diminui o ritmo cardíaco e respiratório, ajudando a relaxar o corpo como um todo;
  • Auxilia na cura de doenças como o câncer, bem como reduz os efeitos colaterais e nocivos da quimioterapia;
  • Ajuda na recuperação de lesões de forma rápida e completa;
  • Melhora a circulação e ajuda, até mesmo, a curar pequenas hemorragias;
  • Desintoxica órgãos importantes para o bom funcionamento do organismo, como os rins, fígado, bexiga e intestino;
  • Fortalece o sistema imunológico e, consequentemente, evita o aparecimento de novas doenças e infecções;
  • Desenvolve a intuição, a consciência e o autoconhecimento;
  • Organiza o campo energético, contribuindo com a distribuição do fluxo de energia pelo corpo.

Como você pode ter notado, o reiki traz uma série de benefícios, e o melhor de tudo é que essa terapia pode ser aplicada tanto em bebês e crianças, quanto adolescentes, adultos e idosos.

O reiki pode ser aplicado também em animais, plantas e até em ambientes, ou seja, você pode usar essa terapia onde e quando precisar. Basta identificar onde está a sua necessidade e contar com o apoio das energias dessa técnica poderosa!

Outro ponto importante é que o reiki não traz benefícios apenas para quem o recebe, mas também para quem o aplica. Isso porque, quanto mais essa técnica é praticada, mas a energia é potencializada e, consequentemente, mais benefícios o terapeuta conseguirá trazer para si mesmo e também para seus receptores.

Além disso, com esse método, os reikianos conseguem atrair mais paz e desenvolver a sua espiritualidade, bem como aumentar a sua consciência, criatividade e intuição. Ou seja, o reiki é uma terapia que só traz benefícios e que vale a pena ser explorado por quem deseja equilibrar sua energia, curar o seu passado e também os seus problemas físicos, mentais, emocionais e até espirituais.

Leave a Reply