Limita-se com as águas da Baía de Guanabara, Piratininga (Morro da Viração), São Francisco e Jurujuba.
O bairro está na enseada de São Francisco, numa estreita faixa de terra compreendida entre a orla e o Morro da Viração. Sua paisagem natural já foi bastante modificada pela ação do homem, principalmente através dos desmatamentos, das edificações, extração mineral (pedreira) e do aterro, que diminuiu o espelho d’água. No entanto, este aterro aumentou a faixa de areia e possibilitou a construção de um calçadão e a duplicação da principal via do bairro.

Estendendo-se ao longo das avenidas Quintino Bocaiúva e Carlos Ermelindo Marins, que ligam São Francisco a Jurujuba, só recentemente Charitas construiu identidade própria. Antes designava-se Jurujuba toda a região a partir de São Francisco até a entrada da Baía.

Charitas, mesmo distante do núcleo inicial de povoamento da cidade, possui relevância na história do município, merecendo destaque:

1ª – As suas terras integraram a Sesmaria dos Jesuítas e nelas foi instalado o cemitério contíguo à Igreja de São Francisco Xavier. O nome do bairro, tem origem na palavra latina charitas, que significa caridade, grafada na igreja.

2ª – Em meados do séc. XVIII foi construída a sede da Fazenda Jurujuba. Esta propriedade foi doada por um dos seus donos para o Seminário São José, do Rio de Janeiro. O prédio é tombado pelo SPHAN e conhecido como Casarão.

3ª – Em 1853, após reforma e ampliação de um prédio já existente, foi inaugurado o Hospital Marítimo Santa Isabel. O sanitarista Francisco de Paula Cândido instalou e começou a dirigir a instituição. Em sua homenagem, não só o hospital mas todas as instalações que o lugar abrigou, passaram a se chamar Paula Cândido. O Hospital foi criado para abrigar e manter isolados doentes recolhidos nos navios que aportavam na Baía de Guanabara,1 portadores de varíola, febre amarela e cólera. Pecebia também doentes das redondezas e desempenhou importante papel devido as constantes epidemias até o início do século XX.

Posteriormente o hospital foi transformado em Preventório para abrigar crianças necessitadas de isolamento de contato tuberculoso. Nas suas dependências, mais tarde, foi estabelecida a Escola de Enfermagem e o Educandário Paula Cândido (FEEM).

4ª – Na década de 40, foi criado no bairro um campo de pouso para aviões monomotores, os Teco-Tecos. No Aeroclube de Niterói eram ministradas aulas de pilotagem e de lá se partia / chegava para pequenas viagens ou excursões aéreas.

5ª – A praia de Charitas, com suas águas calmas, era utilizada por famílias vindas de diferentes pontos da cidade e de outros municípios (muitos vinham de caminhão) para o lazer domingueiro. Piqueniques eram realizados à sombra das árvores existentes.

6ª – Em Charitas foram construídos outros dois hospitais: um psiquiátrico, conhecido como Hospital de Jurujuba; e o Hospital da Associação dos Servidores Públicos do Estado do Rio de Janeiro (ASPERJ).

A expansão urbana ocorrida em Niterói custou atingir Charitas. A tranquilidade do bairro só era interrompida por veículos que trafegavam em direção à Jurujuba, ou por eventuais explosões na pedreira até hoje explorada.

Com a crise econômica e o processo de metropolização, aparece em Charitas uma área de favelização ainda em crescimento, o Morro do Preventório.
Outrora existiu um viaduto que ligava a ponte de atracação diretamente ao Hospital.

CARACTERÍSTICAS ATUAIS E TENDÊNCIAS:

Charitas hoje é um bairro com características bastante diversificadas.

O seu significativo crescimento demográfico, sobretudo nos anos 70, se fez com a construção de residências que vão de mansões a casas em favela. Há loteamentos legalizados e construções que não têm escritura definitiva, havendo inclusive áreas em disputa judicial.

Quase toda a face do bairro voltada para o mar é ocupada por quiosques, bares, restaurantes e outros estabelecimentos de lazer.

O Clube Naval, com suas edificações e barcos ancorados na marina, ocupa local onde antes existia pequena praia.

Diferentes equipamentos públicos são encontrados no local: Hospital Psiquiátrico, CIEP, Educandário Paula Cândido, Órgãos da UFF (Núcleo de Documentação, Laboratório de Geologia Marinha), uma Delegacia de Polícia, a Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Oficiais do Corpo de Bombeiros e uma unidade do Médico de Família.

A intensidade e a diversificação da ocupação recente do bairro trouxeram para Charitas diferentes problemas. Eles vão da legalização da posse da terra a graves questões ambientais como desmatamento e comprometimento das encostas, carência de água potável e saneamento básico, o que contribui para a poluição das praias.

Apesar disso Charitas é um dos principais pontos turísticos e de lazer de Niterói. Seus bares, restaurantes e quiosques, as suas praias e as suas calçadas atraem cada vez mais, moradores de Niterói e de outros municípios, todos em busca de atividades de lazer e esportivas tipo caminhada, corrida, futebol, vôlei de praia, ciclismo, jetski, vôo livre e para-pente – atividades que dão ao bairro um colorido diferente.

Por sua localização geográfica, o bairro tende a sediar terminais rodoviários e hidroviários. Atualmente, várias linhas que se destinam ao Rio de Janeiro fazem ponto final no bairro.

2 responses to “Charitas”

  1. gostaria de saber como faco para concorrer a uma vaga de emprego no casarao charitas para sua estreia q acontecera brevemente

    Reply
  2. quero saber onde fica o hospital da policia militar de niteroi

    Reply

Leave a Reply