Guia da Cidade – Niterói

O Guia da Cidade é um catálogo virtual de empresas, serviços e profissionais liberais contendo todas as informações sobre tudo que acontece na cidade. Todas as seções foram especialmente elaboradas para melhor servir seus usuários. O Guia da Cidade pode ser usado para cotar produtos e obter serviços oferecidos por empresas e profissionais liberais da cidade na seção de Empresas e Produtos. Na seção de Classificados, você poderá anunciar, comprar e vender seu imóvel ou veículo com a maior segurança e comodidade, poderá também anunciar vagas de empregos ou encontrar aquele emprego dos seus sonhos. Em A Cidade você fica por dentro de tudo o que a cidade tem a oferecer, os mais variados tópicos para que você tenha sempre as mais completas informações. Você ainda pode localizar rotas e endereços em Mapas, visualizar e postar Vídeos e Fotos, fazer pesquisas e perguntas, obter respostas e contribuir com informações ou opiniões. Ainda poderá receber notícias quentinhas sobre os mais va…
Read more
  • 0

Rotas e Endereços em Niterói

Procure por Rotas e Endereços no Mapa de Niterói! (novo) Veja o caminho em detalhes no mapa para o endereço que procura. É fácil e rápido!   Aprenda um pouco da história sobre mapas: Os mapas mais antigos que se conhecem foram encontrados na antiquíssima cidade de Hank Sukur, na Turquia, e datam de cerca de 6200 a.C., estando pintados numa parede. Existem também mapas noutras culturas ancestrais como por exemplo na asteca, na esquimó, na mesopotâmica, etc. Com a invenção do papel passaram os mapas a ser desenhados em folhas (talvez daí subsista quase como sinónimo a palavra carta), mais concretamente do termo grego que designava as folhas de papiro usadas na execução dos mapas, e que era karte. O termo carta é normalmente usado para referir mapas antigos. Na Idade Média, os mapas em uso na Europa eram frequentemente centrados em Jerusalém, e com o Oriente para cima. Um dos grandes passos na evolução dos mapas é dado na época dos De…
Read more
  • 3

Mapa Satélite da cidade

Veja a cidade em uma imagem de satélite. Atenção: Clique no botão esquerdo do mouse, segure e arrraste a imagem para focar em novas areas.   Um pouco da história de satélites artificiais e mapas. Um satélite artificial é qualquer corpo feito pelo homem e colocado em órbita ao redor da Terra ou de qualquer outro planeta. Hoje em dia, ao contrário do que ocorria no início da história dos satélites artificiais, o termo satélite vem sendo usado praticamente como um sinônimo para "satélite artificial". O termo "satélite artificial" tem sido usado quando se quer distingui-los dos satélites naturais, como a Lua. Atualmente estão em órbita, para além dos satélites do Sistema de Posicionamento Global, satélites de comunicações, satélites científicos, satélites militares e uma grande quantidade de lixo espacial, ou seja, não se deve se referir à satélites apenas como um meio de transporte de dados ou apenas um meio de mapear ou espionar o sistema terrestre. Os satélites de comu…
Read more
  • 6

Araribóia

Araribóia (em tupi, "cobra feroz" ou "cobra da tempestade") em foi cacique da tribo dos Temiminós, do grupo indígena Tupi, em meados do século XVI. O seu domínio era a ilha de Paranapuã (hoje ilha do Governador), na baía de Guanabara, no litoral do Brasil. Araribóia era cacique dos Temiminós quando os franceses, com o apoio dos Tamoios, tomaram o controle da Guanabara, na então Capitania do Rio de Janeiro, em 1555. Tendo perdido as suas terras, o cacique e sua tribo seguiram para a então Capitania do Espírito Santo, onde reorganizaram a sua aldeia e expulsaram alguns holandeses. Quando a Coroa de Portugal enviou ao Brasil o seu terceiro Governador-geral, Mem de Sá, com um contingente de soldados bem armados para retomar a Guanabara aos franceses, os portugueses estabeleceram aliança com Araribóia, conseguindo desse modo reforçar os seus efetivos em cerca de oito mil homens, indígenas conhecedores do território e inimigos dos Tamoios. Em episódio com contornos de lenda…
Read more
  • 0

Os Anos seguintes

Os anos seguintes foram considerados os anos do desenvolvimento que resultaria na atual Niterói Cidade Sorriso, com o melhor IDH do Rio de Janeiro. Isso se deu por intermédio do trabalho de alguns prefeitos. Paulo Pereira Alves, defensor do meio ambiente e incentivador do potencial turístico da Região Oceânica, foi idealizador da avenida na Praia de Icaraí. João Pereira Ferraz teve gestão marcada pela urbanização e Feliciano Sodré continuou o trabalho com objetivo de embelezar e também foi responsável pela implantação da rede de saneamento em alguns bairros. Ernani do Amaral Peixoto era o governador do estado quando houve o aterro da Praia Grande, os parcelamentos de áreas na Região Oceânica e a construção de avenida que ganhou seu nome. O aterro da Praia Grande possibilitou grandes obras de potencialidades econômicas e turísticas, como o Caminho Niemeyer, a Praça JK e a Estação das Barcas. Mas o maior marco para o crescimento econômico da cidade viria em plena ditadu…
Read more
  • 0

Elevação a capital

De início, as atividades navais eram responsáveis pelo progresso da aldeia, que se desenvolveu e adquiriu importância até tornar-se Vila Real da Praia Grande, em 1819, quando foi reconhecida pelo Reino de Portugal, agora com a capital na cidade do Rio de Janeiro. Em 1834 o Ato Adicional à Constituição de 1824 fez da Vila Real da Praia Grande a capital da província do Rio de Janeiro e transformou a cidade do Rio de Janeiro, então a capital do Império, em um Município Neutro. No ano seguinte, 1835, a cidade passou a se chamar Nictheroy, que quer dizer águas escondidas em tupi. A condição de capital trouxe série de desenvolvimentos urbanos como a barca a vapor, iluminação pública a óleo de baleia, abastecimento de água e novos meios de transporte para ligar a cidade ao interior do Estado. Nove anos depois, o imperador Dom Pedro I concedeu à cidade de Niterói o título de Imperial Cidade. A nomeação era dada às cidades mais importantes, conferindo-lhes certa autonomia e po…
Read more
  • 0